quinta-feira, 12 de março de 2009

Culinária na TV - parte 1

Nerds adoram séries. Talvez não TODOS os nerds, mas genericamente falando, séries costumam ser um fator de convergência. Eu mesma assisto regularmente Lost, House, The Big Bang Theory, Dexter, Californication, United States of Tara, fora as que já acabaram mas eu ainda não terminei de ver (ou vivo revendo), como Pushing Daisies, Star Trek, Friends e Sex And The City, e as que assisto esporadicamente - Two And a Half Man, The Office, My name is Earl, CSI's...

Fora essas todas, pela minha condição de nerd-cozinheira, sempre que posso vejo alguma série culinária. Essas entram na categoria "esporádicas", mas não exito em trocar um episódio de Law & Order: Special Victims Unit por um programa foodie que me ensine uma nova guloseima.

Desde que titia Martha Stewart descobriu o filão, pipocaram programas femininos com "quadro de receitas" inserido no meio. Não que eu deteste o Mais Você ou o Bem Família, mas além de não ter tempo de assistí-los, eles me cansam um pouquinho. Tem entrevista, tem bonequinho, tem artesanato, tem joguinho, até chegar na receita eu já mudei de canal. Sem contar que se eu vejo na propaganda que a "receita do dia" vai ser boa, eu prefiro pegar na internet.

Se nos Estados Unidos existe até um canal dedicado só a comida, aqui no Brasil temos poucas opções de programas dedicados exclusivamente a culinária. Aqui deixo a dica de alguns que eu já assisti, com emissora e horário.

Quando comecei o post, não imaginei que ele ficaria tão grande. Por isso resolvi dividí-lo em duas partes. É mais confortável para ler e, além do mais, não é legal acabar com todo o suspense de uma só vez.

MENU CONFIANÇA

Único programa brasileiro de culinária do GNT, ele é assinado por um francês, o Claude Troigrois. Ou seja, mesmo nos nossos esforços de fazer um programa de culinária mais requintada, precisamos de um toque importado. Ok, ele divide a bancada com a Denise Novakoski, que sabe tudo de vinho, mas o programa continua sendo a cara dele. Aliás, eu preferia quando o "co-piloto" era o Renato Machado.

Eu diria que o Menu Confiança é um programa mais sobre vinhos do que sobre comida. Os pratos são feitos para serem harmonizados, e há várias dicas nesse sentido. Portanto, é uma ótima para os sommeliers-wannabe.

Há um site do programa dentro do portal do GNT, que dá acesso às receitas e dicas de vinho, mas você precisa ser cadastrado. Aliás, as receitas são para iniciados: é Coelho Assado a la Dijonnaise pra cá, Amuses Bouches pra lá, mas às vezes descobrimos algumas pérolas simples e sofisticadas ao mesmo tempo, como o Omelete de la Mère Poulard que eu fiquei doida pra fazer.

Passa às segundas as 22h, com reprises em horários alternativos.

TRUQUES DE OLIVER

Eu não gosto do Jamie Oliver. As vezes que eu vi seu programa ele simplesmente cortou legumes sem parar enquanto falava "oh, this is sooo goooood", jogou tudo na panela com molhos esquisitos e serviu para amigos. Ou fez uma receita tão estrambólica e com misturas tão bizarras que eu acho difícil reproduzir em casa.

Sem contar o tenebroso semi-reality show que ele assinou, onde "dava uma chance para jovens aprenderem culinária e poderem trabalhar em restaurantes", com ceninhas onde Oliver dá lições de moral com uma arrogância que ele bem que tentou, mas não conseguiu esconder.

Se você gosta, passa no GNT diariamente, ao meio-dia.

NIGELLA EXPRESS
Eu sou fangirl da Nigella. As receitas dela são práticas, apesar dela ser inglesa, são facilmente adaptáveis, rápidas de fazer e deliciosas. Bem, não são um exemplo de comida saudável, mas deixam qualquer um muito feliz. Tenho o livro que saiu dessa série, portanto, acho mais gostoso ainda assistir ao programa.

A Nigella tem um tipo de beleza meio fofinha que me faz ficar muito feliz comigo mesma. Está longe de ter um corpo de modelo, mas ainda assim eu a acho absolutamente linda - acho que é por que ela é feliz e come tudo o que gosta.

Passa no GNT também, às sextas, 16 horas.

MENÇÃO HONROSA

HELL'S KITCHEN, THE F WORD E KITCHEN NIGHTMARES
Os maravilhosos programas de Gordon Ramsey não passam mais no Brasil, mas vale à pena caçar no You Tube (pelo que me consta eles ainda não foram lançados em DVD, pelo menos não no Brasil). Os dois primeiros são competições, estilo reality game, mas muito divertidos. No último Ramsey vai a restaurantes quase falidos e os remodela, do ambiente ao cardápio, para tentar salvá-los.

Adoro o jeito desbocado, enloquecido e todo o talento que o Ramsey tem. Adoraria ir a um restaurante dele, por que a culinária que ele mais preza é a simples e saborosa, mas de altíssima qualidade. Pena que os programas não passam mais aqui, nem em reprise

---
Aguardem a segunda parte!

3 comentários:

matias disse...

o gordon é massa, e a nigella é engraçada pq as vezes eu não tenho certeza se ela tá cozinhando ou fazendo sexo com a comida.

L@ra disse...

eu me pelava de medo do hell´s kitchem , ui.
O livro da Nigella eu flheei na livraria e achei ou tudo tão simples que eu nao precisava do livro ou tudo tão complicado que nem o livro adiantava . acabei nao levando. Adoro são aquelas latinhas com fichinhas de receitas temáticas e plastificadas . ótimas pra manter na nossa frente cozinha, pegar mesmo com a mão suja e depois lavar e voltar pra latinha. já viu? trifofas. tô louca por uma wok.

RSG disse...

sou fã da fofa Nigella, principalmente porque ela tem prazer real em preparar uma guloseima, como aquelas velhas senhoras dos programas dos anos 70/80, que adoravam o que faziam, adoravam servir ao publico e à familia... a maior parte dos programas culinarios na TV atualmente sao muito individualistas e magalomaniacos, se preocupam muito mais com o formato do show do que com o resultado gastronomico, afinal de contas, a biografia da iguaria poderia suplantar as raízes dos chefs...